Quais os desafios do gestor financeiro e como superá-las?

Escrito por:

Marketing FK

O gestor financeiro é o profissional responsável por cuidar do planejamento e dos recursos financeiros de uma instituição, sempre utilizando estratégias baseadas em suas análises diante dos demonstrativos contábeis e do fluxo de capital da empresa.

Com um papel de grande responsabilidade na corporação, o profissional tem influência direta na saúde financeira da empresa, sendo decisivo também ao decidir como aplicar e, principalmente, captar recursos. Sua importância cresce ainda mais em épocas onde a situação econômica do país esteja desfavorável às empresas.

Você sabe quais são os desafios diários na carreira de gestor financeiro? O post a seguir mostrará uma série de momentos e responsabilidades onde este profissional se faz presente de maneira decisiva para a empresa. Confira!

Planejamento tributário: impostos sob cuidado

Uma das funções mais importantes do gestor financeiro é cuidar das questões de tributação, planejando as saídas de modo cada vez mais suave para empresa.

É função dele estudar modos de impactos diretos e indiretos dos impostos e definir movimentos que aliviem essa cobrança trabalhando dentro da legislação, para que não haja nenhum tipo de fraude em uma tentativa de reduzir tributos.

Mitigar riscos: em prol de diminuir prejuízos

A estabilidade financeira da empresa deve estar sempre entre as metas permanentes do gestor financeiro, por isso, ele deve planejar todas as suas movimentações com muita cautela, sempre visando suavizar possíveis riscos.

O planejamento à longo prazo da situação financeira da empresa deve ser feito sempre pensando nestes fatores de risco, analisando a variação constante da economia do país e as taxas de juros. Planejamentos errados podem ser nocivos à saúde financeira da empresa no futuro.

Análise de mercado: gestor financeiro sempre atento

O mercado muda constantemente e a empresa precisa estar sempre se adequando às tendências do momento. O gestor é um dos grandes responsáveis por fazer com que a instituição não sofra com esse dinamismo do cenário.

Além de se adaptar rapidamente, o profissional deve estar em constante estado de alerta e estudando possíveis novas tendências para nunca ser pego de surpresa, estando sempre capaz de colocar a empresa em bom patamar no mercado.

Cortar despesas: buscar sempre ter fôlego

Esta é uma das principais e mais complicadas atribuições do gestor financeiro, especialmente nos dias atuais, diante do complicado momento financeiro vivido pelo Brasil, que afeta diretamente as atividades das empresas.

O gestor precisa estudar detalhadamente quais são os gastos da corporação, com um olhar crítico e analítico, de modo que encontre possibilidades de cortes, sem que estas reduções ou redirecionamentos de verba atrapalhem as atividades da empresa.

Auditorias internas: analisar as contas da casa

As auditorias devem ser feitas periodicamente dentro da empresa e o gestor financeiro deve conduzir e liderar o processo. É fundamental fazer o levantamento para saber como andam as atividades da empresa.

Nas auditorias o gestor deve observar se os gastos estão sendo feitos de acordo com o planejado e, se os registros realmente condizem com a situação financeira atual em que a empresa se encontra, a fim de encontrar possíveis desacordos ou irregularidades provenientes de erros de planejamento, de execução ou até mesmo fraudes.

A certificação é necessária

O profissional da área precisa ter a certificação CGA, que é voltada para quem atua gerindo recursos de terceiros e tem autonomia para investimentos.

Realmente não é fácil a vida de um gestor financeiro, mas estes desafios devem servir como combustível para quem pretende chegar ao cargo, ou para aqueles que já os ocupam!

Gostou do post? Compartilhe em suas redes sociais para que mais profissionais do mercado financeiro conheçam a profissão!

 

Publicado 20/10/2017

Compartilhar:

Artigos Relacionados